Ok
:: MENUS
:: CONTATO
:: ATENDIMENTO

Segunda a Sexta: 07:00h às 17:00h


Telefone

(35) 3343-1442

Fax

(35) 3343-2017

  Baependi - MG

Topônimo

"Baependi" é um palavra oriunda da língua tupi. Significa "água da coisa achatada", através da junção dos termos mba'e ("coisa"), peb ("achatado") e 'y("água, rio").7 Outra teoria diz que o nome provém do tupi mbaé-pindi, que significa "a clareira aberta".

 

História

De acordo com relatos sertanistas, a região sul-mineira ficou conhecida pelos europeus a partir de 1601. Até então, a região era habitada pelos índiospuris.8 A conquista europeia de Baependi aconteceu, no entanto, em fins do século XVII, por volta de 1692, quando os paulistas Antonio Delgado da Veiga, seu filho João da Veiga e o tio de Miguel Garcia Velho, o capitão Manoel Garcia Velho, partiram de Taubaté, em São Paulo, em busca de ouro. Transpondo a Serra da Mantiqueira, alcançaram um sítio que chamaram Maependi.

Cidade remanescente do chamado Ciclo do Ouro em Minas Gerais, Baependi se desenvolveu ao longo do caminho da Estrada Real - a primeira grande via de comunicação regular no Brasil -, que ligava a região das minas a Paraty, no Rio de Janeiro, porto de onde saía o ouro em direção à Europa.

madeirense Tomé Rodrigues Nogueira do Ó (1715), capitão-mor e provedor dos quintos do Registro da Mantiqueira, foi um dos primeiros moradores do local. Foi considerado o fundador da cidade, por ter erguido as suas primeiras construções. A mineração foi, paulatinamente, substituída pela agricultura e pela criação de gado. Destacou-se a grande lavoura do tabaco, que fez de Baependi o centro produtor da Província de Minas Gerais e que representou importante fonte de riqueza até meados do século XIX.

 

Atualmente, a economia do município é baseada na agricultura, no comércio, no artesanato, na comercialização de pedras de quartzito e no turismo, já que a beleza natural é o forte da cidade, cercada de montanhas, matas, rios e inúmeras cachoeiras. O artesanato é uma importante atividade econômica em Baependi. As peças feitas em bambu, palha de milho e tronco de cafeeiro são distribuídas em grandes centros urbanos, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e capitais da Região Nordeste do Brasil.

Foto extraída do Site: http://portaldizai.com.br

Religiosidade

Baependi já era paróquia com funções eclesiásticas desde 1723. O sentimento de profunda religiosidade marca a história da cidade desde os primeiros tempos, traduzido pelos costumes de seu povo. A cerimônia da Semana Santa em Baependi acontece há mais de duzentos anos, sendo uma das mais tradicionais de Minas Gerais. As procissões diárias acompanhadas de banda de música e coro, a representação da Paixão e Morte de Jesus Cristo, o canto da Verônica, o soar dos sinos e o som das matracas, revelam a fé e a tradição baependianas.

Os templos, debruçados pelas ladeiras esguias, parecem guardar a cidade e seus habitantes. O Santuário de Nossa Senhora Conceição, mais conhecido como Igreja de Nhá Chica, é o mais visitado pelos fiéis, que também se encantam com a arquitetura e o acervo da Igreja Matriz Nossa Senhora do Montserrat (1754). As igrejas baependianas - da Matriz, de Nossa Senhora da Boa Morte (1815) e do Rosário (1820) - tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico, representam bens de grande valor para um povo que considera Nhá Chica o seu maior patrimônio espiritual.

Atualmente, o pároco é o Padre José Douglas Baroni, natural de Varginha, em Minas Gerais. O vigário paroquial é o padre Edson. Ambos administram a igreja, na qual se encontram os restos mortais de Nhá Chica.

 

O Santuário de Nossa Senhora Conceição, mais conhecido como Igreja de Nhá Chica. Foto: Célio Ferraz

Turismo

O município faz parte do Circuito das Águas e é servido pelas rodovias federais BR-267BR-354 e BR-383. O acesso à sede do município é feito pelas rodovias estaduais AMG-1030 e AMG-1045.

Obs: Agora Baependi faz parte do Roteiro da Fé Católica | Aparecida Guará (Frei Galvão) - Cachoeira Paulista (Canção Nova) - São Lourenço (Gruta dos Milagres Nossa Senhora dos Remédios ) - Baependi (Nhá Chica) e Campanha (Padre Victor).

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Baependi

 

 

 

Cadastre-se e receba nossos informativos

Cadastrar
Rua Félix dos Santos, 335 - Ponte - Baependi - MG - (35) 3343-1442 - (35) 3343-2017
vendas@pompeuartesanatos.com.br  /  http://www.pompeuartesanatos.com.br - Desenvolvimento: www.celioferraz.com